Piolhinho, piolhaço…

sem nome

“Piolhinho, piolhaço, já chegou o mês de Março!”

Há memórias de infância que não se apagam nunca.
Os cheiros. Do Natal, do assado no forno, da carne temperada para assar. Quantas cozinheiras se fazem grandes por recordadem os aromas das cozinhas das suas mães e avós… O cheiro dos corredores do Colégio, no início de cada período, em que o chão aparecia encerado de novo. As glicínias, na Páscoa. A lenha a arder, na lareira, a relva cortada de fresco.
Uma das memórias vivas que guardo carinhosamente é a da tia que vinha trazer as primas, que iam connosco para o Colégio. E pensar que passaram trinta anos… A sua pontualidade era para lá de Britânica. E a memória.
Então, todos os dias 1 de Março, nos coçava a cabeça e dizia “Piolhinho, piolhaço, já chegou o mês de Março…”
Que bom…

4 thoughts on “Piolhinho, piolhaço…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s